quarta-feira, 27 de junho de 2012

3 anos sem Michael Jackson, e eu procurei no meu acervo de jornais sobre o assunto

Jornais do dia 26/6/2009, destacaram a morte de Michael Jackson.
Tudo são guardados no meu acervo de jornais.
Esta semana faz 3 anos que o ídolo do pop, Michael Jackson nos deixou. Ele morreu aos 50 anos, no dia 25 de junho de 2009, em Los Angeles, na casa dele, vítima de parada cardíaca.

Capa do Diario de Pernambuco no dia
26 de junho de 2009, mostrando a
manchete sobre a morte de Michael
Jackson com a manchete:
"Agora sim, Eterno".
Foi o que mais me impressionou.
Ele faz vários sucessos desde criança, com o grupo Jackson 5, no final da década de 60, mas depois, na década de 80, ele começou vários sucessos que até hoje, não sai da cabeça da gente, como "Thriller", o álbum que foi o mais vendido da história, com 50 milhões de cópias, "Beat It", "Bille Jean", "Bad", entre outros. Mas, com vários problemas, inclusive psicológicos, deixava o cantor em crise té os últimos dias de vida dele.

E eu tenho, no meu acervo de jornais, que eu coleciono desde 2006, quando eu tinha 11 anos de idade, algumas manchetes da morte de Michael Jackson na época.

Os jornais de Pernambuco, como o Jornal do Commercio e o Diario de Pernambuco, ambos circulam no Recife, noticiavam a morte do rei do pop, mas foi o Diario que me mais impressionou na capa, além da reportagem de duas páginas sobre a morte do cantor e depoimentos dos cantores e artistas do Brasil e do mundo sobre o assunto. Com certeza, essa eu guardo pra sempre no meu acervo de jornais.

E a Morte de Michael Jackson também foi destaque no Correio da Paraíba naquele dia, mas a capa foi normalmente e as reportagens foram na quinta e na última página do primeiro caderno.

Como é bom guardar essas recordações, hein?!

Aliás, outros jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo, Estado de Minas e o extinto O Norte, noticiavam com criatividade na capa, a morte do cantor. Foi sensacional. As que eu mais gostei foi, além do Diario, foi o de O Norte e Zero Hora. E o Extra, jornal popular que circula no Rio, foi um show de criatividade no jornalismo impresso.

Matéria de duas páginas do Diario de Pernambuco no dia
26 de junho de 2009, sobre a morte do rei do pop.
Depois eu conto como é o meu acervo de jornais que eu coleciono há 6 anos, desde criancinha, e até hoje, são muitas, muitas histórias que eu guardo na memória, porque #recordaréviver!

Nenhum comentário:

Postar um comentário